Home » Brasil » Em Manaus 342 professores testam positivo para covid-19 após retomada das aulas

Em Manaus 342 professores testam positivo para covid-19 após retomada das aulas

Balanço foi divulgado pelo governo durante audiência pública da Assembleia Legislativa sobre retorno de aulas presenciais. Resultados são de cinco dias de testagem.

O número de profissionais da Educação no Amazonas que testaram positivo para Covid-19 subiu para 342, segundo dados da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM). O balanço foi divulgado pelo órgão, nesta terça-feira (25), durante uma audiência pública virtual da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM) que discutiu o cenário do retorno das aulas presenciais no estado.

O Amazonas foi o primeiro estado do País a reabrir as escolas públicas, no dia 10 de agosto. Após protestos e casos confirmados nas unidades, o Governo do Amazonas anunciou a testagem em massa de 30 mil profissionais da educação, tanto da capital quanto do estado, que começou a ser realizada no dia 18 de agosto.

Na sexta-feira (21), a Secretaria de Estado de Desporto e Educação (Seduc) divulgou que, nos três primeiros dias de testagem, 162 profissionais testaram positivo para a doença. Durante a audiência pública, nesta terça-feira (24), a FVS informou que com mais dois dias de testagem, o número total de infectados subiu para 342.

A diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Pinto, informou que, entre 18 e 24 de agosto, 1.064 testes rápidos em profissionais da saúde foram realizados. Entre eles, 342 testaram positivo para o novo coronavírus e outros 722 testaram negativo. Entre os casos confirmados, 238 já passaram do período de transmissão e 104 ainda estão com o vírus ativo.

No início da audiência pública, a diretora-presidente da Fundação apresentou aos participantes um balanço sobre a situação epidemiológica do novo coronavírus no Amazonas. Segundo ela, o número de óbitos está em queda e há um quadro de estabilidade de casos de Covid-19.

Sobre a preocupação de infecção da Covid-19 no retorno das aulas no Amazonas, Rosemary disse que, pelo monitoramento das atividades no retorno às aulas feita pela FVS-AM, não há comprovação de transmissão ativa dentro das escolas. Ela ainda recomendou que, com o retorno, os protocolos de prevenção como uso de máscaras e manter higiene pessoal sejam cumpridos.

“Como uma medida de precaução, os profissionais que testaram positivo, os que já passaram pelo período de transmissão permanecem mais sete dias longe da escola, dentro de um protocolo. Quem ainda está no período de transmissão, permanece mais 14 dias longe. Todos estão sendo investigados e passam por monitoramento a cada 48 horas”, explicou Rosemary.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

*